Café com Aroma de Mulher Capítulo de 20/02/2014

Gaivota recebe a visita da esposa de Sebastião.

A jovem lhe confessa que seu marido não tem nenhuma intenção de voltar a Bogotá, para fazer cargo do negócio. Esta decisão preocupa Ivan, pois sem a colaboração de seu primo o negócio corre perigo. Por isso, decide pedir ajuda a Ângela, e esta sem duvidar, vai ver Bernardo para rogar-lhe que faça quanto esteja em sua mão para solucionar as crises da Café Export.

Reinaldo continua com seu plano de exportações fictícias e obriga Sebastião e Gaivota a firmar um envio sem que eles percebam da falsidade do dito negócio. Mas, Lúcia, em uma tentativa desesperada, vai ver Gaivota, sua grande inimiga, para suplicar-lhe que a ajude, para que Sebastião fique em Bogotá, pois a empresa o necessita, já que os negócios da Café Export correm perigo.

Sebastião entra na sala de Gaivota e registra as caixas que estão em cima de sua mesa. Finalmente, descobre a agenda de telefones de sua amada. Olha ao redor e sai sem ser visto. Chega até o ponto de roubar sua agenda pessoal, para vigiar os nomes e telefones que ela tem, toma nota de tudo, e sua cara vai se tornando enfadado até que vê algo que lhe chama poderosamente a atenção: Um poema de Gaivota.

Tinhas que regressar, quando já era apenas uma recordação, quando de ti só ficava a sombra de teu sorriso e a certeza de que tuas carícias ficariam em minha pele como tatuagens eternas. Tu, morte e vida, flor e galho, abismo insalvável onde caio sem encontrar o fim. É um maldito beijo do inferno, pois ao fim e ao cabo, um beijo.

No dia seguinte, quando Sebastião entra no escritório, vê uma revolução: Gaivota tinha todo o pessoal da Café Export procurando sua agenda pessoal. Ela estava histérica, chiava e gritava, e Sebastião tentando acalmá-la, pergunta o que se passou. Ela lhe conta que alguém roubou sua lista telefônica pessoal… a que nosso galã aposta: Não se preocupe, olhe chamamos um detetive para que a busque, de que cor é? Desde logo que o senso de humor não falta a este homem.

Sebastião diz a secretária que leve a Carolina a lista de eventos para acudir a eles, Gabriela lhe diz que tal e como está furiosa que não se atreve, ao que Sebastião aposta, para que busque um segurança, ao que esteja melhor armado e o leva. Gaivota está tão enfadada que, quando lhe chega a ordem dos eventos, se enfurece e entra na sala de Sebastião como uma trombada, reclamando que ela também tem sua vida privada e que não pode ir a tantas cidades.

Ele, aparentando tranqüilidade, lhe diz que bom, que já buscará alguém para ir com ele, que não faz graça nenhuma ir com ela, mas que não tem mais remédio. Estas palavras ferem o amor próprio de Gaivota que aposta: Diga-me, a que horas é o bendito coquetel? O sorriso de Sebastião, quando ela se vai, é indescritível. Sabe o que quer e como lograr.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s