Carnaval 2014: X-9 Paulistana supera a chuva para retratar a insanidade na avenida

Fotos do desfile da X-9 Paulistana (Foto: Editoria de Arte/G1)

A terceira escola a entrar no Sambódromo paulistano prometeu ousadia e muita loucura na avenida para apresentar malucos de todos os tempos no enredo “Insano, uma viagem aos confins da imaginação”. Debaixo de forte chuva, a X-9 Paulistana, da Zona Norte de São Paulo, começou o desfile à 1h36 e o encerrou sem atraso, às 2h37 (veja galeria com fotos do desfile da X-9 Paulistana).

Com refrão fácil e carros alegóricos bem criativos, a escola, com seus 3.200 componentes, veio disposta a brigar pelas primeiras posições e por seu terceiro título no grupo especial (foi campeã em 1997 e em 2000 dividiu o primeiro lugar com a Vai-Vai). “Maluco, pirado, doido por você / Hoje a X9 vai enlouquecer / Alucinado, fora do normal / Louco para ganhar o Carnaval.”

Os componentes da comissão de frente, com perucas que representavam neurônios, abriam espaço em meio à agua e davam uma primeira ideia do que viria na escola. Dezesseis integrantes pendurados no primeiro carro alegórico, bateria do Mestre Adamastor fantasiada de chapeleiro maluco, personagem de Alice no País das Maravilhas, e um castelo de ponta-cabeça no terceiro carro da X-9. Enfim, muita loucura, alegria e harmonia bem organizadas na avenida.

Não faltou também bom humor, como no carro em que Raul Seixas representava o Maluco Gentileza ou na ala das baianas com sutiãs pontudos como os da popstar Madonna.

Depois da décima colocação do Carnaval de 2013, era isso o que se esperava da escola fundada na Parada Inglesa, mas hoje localizada na Vila Guilherme. Belas fantasias e um enredo muito bem detalhado pelo carnavalesco Flávio Campello.

O quinto carro alegórico foi o mais emocionante para quem gosta de Carnaval, com a homenagem a nomes históricos da festa brasileira. Joãosinho Trinta foi lembrado por integrantes que traziam na fantasia a mensagem “Mesmo Proibido Olhai Por Nós”, em referência ao desfile antológico da Beija Flor, do Rio de Janeiro, de 1989. Também surgiram em caricaturas outros grandes carnavalescos do país, como Max Lopes, Paulo Barros e Rosa Magalhães.

Grandes personalidades da história desfilaram nas alas da X-9. Joana D’Arc se refrescou na tempestade, assim como Nero.  Maria, a Louca, sambou com toda lucidez e Napoleão Bonaparte dançou como se fosse um autêntico brasileiro. Maria Antonieta veio como porta-bandeira ao lado do Rei Luís XVI (mestre-sala), e por aí foi o show da escola de samba. A chuva foi um obstáculo, mas não impediu a escola de brilhar no Sambódromo.

 

G1

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s