Globo trata ‘Babilônia’ como a novela do século e quer escalar os melhores atores da emissora

Camila Pitanga

Em se tratando de seu principal horário de novelas, “Babilônia”, substituta de “Império”, com estreia no primeiro semestre de 2015, já é vista e tratada como “curinga na manga” da Globo na comemoração dos seus 50 anos.

Os cuidados, relativos à sua produção, serão desdobrados, a começar pela escalação de um elenco que, em vez de reunir amigos e parceiros como sempre aconteceu, deverá privilegiar o talento até as últimas consequências.
A ordem que vale, como para uma seleção de futebol, assunto do momento, é convocar os melhores de cada posição, tanto que de uma primeira lista sugerida pelo autor Gilberto Braga, só 3 ou 4 têm chances de vingar.
O desejo da direção da Globo, além de priorizar o talento, é se cercar de todos os cuidados, para evitar erros tão frequentes de escalação, como os que se acentuaram nesses últimos tempos. Está aí o exemplo de “Em Família”, como um dos piores já cometidos. É tudo o que não pode acontecer em “Babilônia”.
Flávio Ricco

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s